Prevenção de Perdas é responsabilidade de toda a empresa

por Luiz F. Sambugaro 14/04/2016 11:00
Entre em contato:

perdas-responsabilidade-toda-empresa.png 

Todos os departamentos de uma empresa, não apenas a área de vendas e comercial, geram perdas para o negócio. Estas perdas, somadas, representam milhares ou milhões de reais por ano. Identificar estes locais de perdas, analisar cada gasto e fechar essas “torneiras” pode não só evitar um prejuízo desnecessário, como também alavancar os lucros. Mas, para isso, é preciso que toda a empresa esteja engajada nesta batalha.

Buscando informações e dados internacionais relacionados a este assunto, que pudessem contribuir de alguma forma com os nossos varejistas, clientes ou não, me deparei com artigos que vão na linha de uma maior agressividade na postura do Departamento de P&P nas ações internas da empresa. Foi quando encontrei o artigo que mais me chamou a atenção, por se tratar de uma filosofia mais focada na atuação e no comportamento. Eu, pessoalmente, me identifico por sempre ter focado neste aspecto, durante toda minha atuação profissional (Inovative Retail Technology, JAN 2016).

Pensando em atuação e comportamento, sempre defendi que prevenir perdas é um dever de todo profissional e não só dos relacionados diretamente à Prevenção de Perdas.

O articulista, Keith Aubele, CCP, LPP, com larguíssima experiência no setor varejista, fala sobre os resultados de sua filosofia de atuação, quando assumiu a direção da área de P&P em um dos maiores varejistas do mundo. Sua equipe tinha cerca de 1.000 pessoas alocadas em Prevenção de Perdas e, ainda assim, tinha um elevado índice de perdas quando comparado à média do mercado.

Antes de falar nos resultados causados pela mudança de rumo da Reação para a Prevenção, gostaria de destacar algumas frases significativas de Keith Aubele, que acho que podem facilitar bastante pensar neste aspecto da Prevenção de Perdas:

“Apesar dos fatos, eu sinto que as empresas que gastam fortunas, avaliando o passado como parte de sua função diária de trabalho, estão realmente lançando no lixo um monte de recursos”.
“Você realmente precisa saber o que você não sabe”.
 “Como regra, a empresa não deve ser mensurada pelo número de casos investigados, mas sim por sua habilidade em identificar potenciais itens ou fatores de risco e agir preventivamente”.

Após a mudança de postura, seus resultados foram significativos. Houve uma redução de 1.000 funcionários para 350 e, em dois anos, buscaram um melhoramento do time e uma maior integração com a área de auditoria, que também passou a ser preventiva. Reduziu 40% seu orçamento anual, reduziu as perdas aos níveis mais baixos da história, diminuindo US$600 milhões. Tudo isso através de processos adequados, cobrança agressiva nas prestações de contas e outras inovações tecnológicas.

Precisamos nos lembrar sempre do lema da Companhia de Transportes Coletivos de São Paulo: Prevenir acidentes é dever de todos. E isso se encaixa perfeitamente ao varejo.

Prevenir perdas é dever de todo profissional. Repense sua atuação e comportamento, não tenha receio de mudar e exigir mais cooperação de todas as áreas da empresa.

 

Mais sobre a atuação da Prevenção de Perdas:

10 coisas que você precisa saber sobre Prevenção de Perda

Perdas x Lucros: como sua equipe pode fazer a diferença

5 passos para convencer diretores a investir em Prevenção de Perdas

 

Revista Prevenção de Perdas 2017 - Download Gratuito

 

Topics: Perdas no Varejo, Equipe e Treinamento, O profissional de Prevenção de Perdas