Como identificar furtos e os tipos de furtantes no varejo

por André Ochoa 10-12-2015 12:34
Entre em contato:

tipos-furtantes-no-varejo.png

Estamos às vésperas do maior evento para o comércio: as compras de Natal. Durante esse período o número de pessoas que sai às compras praticamente triplica e esse movimento já começa no início de dezembro indo até a véspera do Natal. Com esse aumento, é importante identificar os tipos de perdas e furtos para que sejam combatidos de maneira eficiente e definitiva.

É bastante comum que as vendas de fim de ano acabem por salvar o ano dos grandes varejistas e, principalmente, dos pequenos e médios. Porém, nem tudo são flores! Da mesma forma que há um aumento evidente dos clientes desejáveis, aumenta também o número dos chamados “clientes indesejáveis”. Mais conhecidos como furtantes,  eles podem ser organizados em três categorias: furtante ocasional, impulsivo ou profissional.

Para cada tipo de furto ou furtante é necessária uma abordagem diferente e soluções específicas.

Para entender melhor a dinâmica dos furtos, explico a seguir cada um dos tipos listados anteriormente:

Furtante ocasional – É conhecido por sua atitude de comprar um item e levar outro como “brinde”. A ação para esse conter este tipo de furtante deve ser preventiva como, por exemplo, o oferecimento de sacolas do estabelecimento e serviços. Este indivíduo deve também ser monitorado visualmente pela equipe de segurança física e pelo sistema de CFTV. A intenção destas medidas é desestimulá-lo a praticar a ação delituosa, evitando o furto antes mesmo de acontecer.

Furtante impulsivo – Esta figura é mais conhecida como cleptomaníaca, que furta não por uma causa ou necessidade específica, como por exemplo, vender o produto. O furto neste caso ocorre como uma forma de satisfazer um desejo, que em sua psiquê é incontrolável. A melhor medida para evitar o furto desse tipo de pessoa é o acompanhamento pela equipe de segurança. A ação deve ser feita em média distância e também com o viés de desestimular o ato que, caso venha a acontecer, deve ser punido conforme determina a legislação penal.

Furtante profissional – Com objetivos bem claros, estes furtantes são as bem conhecidas quadrilhas. São bem organizados e articulados e só furtam produtos previamente escolhidos, de fácil revenda no mercado paralelo. A ação para esse tipo de furtante deve ser acompanhamento a curta distância pela equipe de segurança física e pelo sistema de CFTV. O importante aqui é identificar quem são as pessoas da quadrilha e focar a ação preventiva naqueles que estiverem portando sacolas, geralmente utilizadas para esconder os produtos visados e praticar o delito. Caracterizado o delito, o próximo passo é lavrar a ocorrência na delegacia para que esse tipo de crime seja combatido em uma esfera superior.

Identificando estes tipos de furtantes e utilizando soluções estratégicas, é possível reduzir e muito as perdas neste período tão visado não só pelos consumidores legais como também pelos ilegais. Fique atento e proteja seu negócio com eficiência!

 

Mais artigos que podem interessar:

Roubo de carga: fenômeno comum no varejo, mas que poucos pensam sobre

Como equipamentos artifurtos impulsionam as vendas do varejo?

Trocas pós-natal, um período crítico de perdas para o varejo

 

 

TUBCamera solução CFTV para grandes espaços

Topics: Perdas no Varejo