Arquiteto do varejo é valorizado para materializar atributos no PDV

por Adriano Sambugaro 22-05-2018 11:12
Entre em contato:

profissoes-arquitetura

O varejo brasileiro evoluiu muito nos últimos e, com ele, o profissional de arquitetura seguiu o mesmo caminho. Hoje, questões como técnicas de iluminação, interiores, visual merchandising e design de uma rede, por exemplo, são tão fundamentais quanto capacitar uma boa equipe de vendas no atendimento. Um dos maiores nomes do design estratégico no varejo do país, Manoel Alves Lima, Diretor da FAL Design, é enfático: bonito, atraente, e encantador, um projeto deve ser capaz de refletir o posicionamento da marca, destacar os seus diferenciais competitivos e orientar o consumidor.

Segundo Manoel Alves Lima, a primeira avaliação que qualquer pessoa faz ao entrar em uma loja é do seu visual. “Na hora em que ela olha para um estabelecimento bem projetado, entende bem o seu propósito, como a faixa de preço e a quem se dirige. Esse cenário existe por causa do design, que tem o objetivo de qualificar e valorizar produtos e serviços. O design é o primeiro contato com o público”.

“Hoje, o consumidor pode escolher dezenas de marcas com objetivos semelhantes. A qualidade de atendimento não é mais fator decisivo, isso já é obrigação. O que se busca hoje é a excelência e o design é a base para ela”, explica o diretor da FAL.

Ainda de acordo com Alves Lima, o arquiteto do varejo tem capacidade em, por meio de um projeto bem elaborado de design, causar boa impressão, agregar força comercial, organização e segurança ao varejo. “Um bom visual materializa atributos no ponto de venda. A qualidade do design está direcionada ao sucesso da rede”, comenta.

 

 

→ Estamos disponibilizando periodicamente outros artigos sobre as principais profissões que têm evoluído junto ao varejo. Para conferir a lista completa, acesse nosso índice de profissões clicando aqui.

 

|Download Revista Prevenção de Perdas

Topics: O profissional de Prevenção de Perdas, Arquitetura