3 estratégias usadas pela rede Kalunga para prevenir perdas

por Adriano Sambugaro 16-08-2016 16:04
Entre em contato:

3 estratégias usadas pela rede Kalunga para prevenir perdas

Com 140 lojas em dez Estados, além do Distrito Federal, a KALUNGA, rede do setor de papelaria, materiais de escritório e informática, sempre tratou a prevenção de perdas como um tema estratégico no planejamento e cultura da empresa. Em entrevista à Revista Prevenção de Perdas, o diretor da Kalunga destaca 3 pontos importantes da estratégia utilizada pela empresa para reduzir as perdas e melhorar seus resultados.

 

1 – Treinamento, conscientização da equipe e avaliação

“Temos um programa de treinamento para as lojas e conscientização de pessoal. Os investimentos em novas tecnologias para nos auxiliar teve início em 2010 com o plano de expansão e implementação de métricas de avaliação de cada ponto de venda”, diz Hoslei Pimenta, diretor comercial da Kalunga.

Esta também é uma das recomendações do consultor de prevenção de perdas André Ochoa. Ele alerta que as pessoas devem ser treinadas constantemente, pois há um turnover grande no varejo. “É preciso engajá-las aos processos criados, motivá-las diariamente e sempre inseri-las nas práticas preventivas. Como resultado você terá o comprometimento de toda equipe em busca dos resultados. A equipe de prevenção de perdas deve ser qualificada e motivada para disseminar a cultura dentro da organização”, diz.

 

2 – Tecnologia como aliada para vencer a crise

Todas as unidades da rede contam com tecnologia para redução de furtos e segurança. Mesmo em um ano difícil da economia, a Kalunga, usuária das antenas, etiquetas e cadeados eletrônicos da Gunnebo, não poupa investimentos quando o assunto é prevenção de perdas. “Mantivemos nossos investimentos na área, mas é certo que a crise traz uma necessidade ainda maior quanto aos ajustes nos processos para auxiliar na busca de uma operação mais rentável”, explica o diretor da Kalunga.

 

3 – Análise constante do retorno sobre investimento

"É imprescindível a redução de custos e sabemos que para o varejo as perdas são a grande vilã e por isso a importância de mantermos os investimentos, com métodos de avaliação constante e conscientização das equipes”, argumenta Pimenta.

Para dar suporte às ações de prevenção de perdas a tecnologia é um braço importante. Porém, antes de adquirí-la deve-se, segundo o consultor André Ochoa, identificar e mapear a causa do problema, as principais vulnerabilidades, aplicar a solução mais adequada com uma melhor estratégia e analisar o retorno do investimento (ROI).

 

Fonte: Revista Prevenção de Perdas, edição nº8

 

Artigos relacionados:

7 super dicas para proteção eficiente com cadeados eletrônicos
[Boas Práticas] Loja em SP inclui sistemas antifurtos desde o projeto

Alguns mitos e verdades sobre prevenção de perdas

 

 New Call-to-action

 

Topics: Perdas no Varejo